01/06/2010 Entrevista com Demi Lovato

Demi Lovato já foi embora, mas a vinda da garota ao Brasil já é um dos pontos mais marcantes do ano de 2010. Pra matar a saudade, a todateen traz a íntegra da entrevista coletiva que foi feita em São Paulo, no dia 28 de maio, algumas horas antes da apresentação que iria bombar o Via Funchal.

A entrevista está imperdível: a morena fala sobre o Brasil, novos projetos como atriz e cantora, seu trabalho contra o bullying e, claro, de Camp Rock 2: The Final Jam, filme feito com os Jonas Brothers e cuja turnê de divulgação deve vir ao Brasil ainda este ano.

--> Veja as fotos do show no blog da todateen!
Coletiva Demi Lovato
 

Eu estava vendo o seu DVD e está com uma base bem rock'n roll. Você está com uma camiseta do ACDC, eu queria que você comentasse suas influências, suas bandas preferidas em rock e se você tem uma banda que você prefere entre todas?

Demi: “Minhas influências sempre foram, desde criança, R&B, pessoas como Aretha Franklin. E depois começou a descobrir artistas um pouco mais pop rock, como Kelly Clarkson, que é a artista que eu mais admiro neste momento. E eu gosto de ouvir música pop rock.”

O que você mais gosta e menos gosta na fama? E o que você acha de todas as pessoas que sofrerem bullying poderem se inspirar em você?

Demi: “A pior coisa é viver sempre sob a lente de câmeras e microfones, isso realmente é o que eu gosto menos. E a melhor coisa é que você pode conhecer pessoas em volta do mundo, fazer amigos, pessoas que realmente te inspiram. Eu acho que a melhor parte é essa coisa toda.
E sobre bullying, quando eu era mais nova, eu sofri bullying. E algumas pessoas me procuram para dizer que foram testemunhas de bullying. Eu acho isso terrível e quero estar lá por elas. E acho terrível as crianças terem que passar por isso. Eu tenho uma irmã pequena numa escola particular e não gostaria que ela sofresse isso e realmente fico preocupada.”

Demi Lovato é um ícone na música, na TV e no cinema. Como esse ícone passa uma mensagem de planeta melhor para os fãs do mundo inteiro? 

Demi: “Eu realmente gostaria de influenciar minha geração, tentar aumentar a autoestima de pessoas que ouvem as minhas músicas, inclusive pessoas que já sofrerem bullying, que é um tema a ser tratado que pode conscientizar toda essa geração.”

Você demonstrou, desde que foi anunciada sua turnê pelo Brasil, uma grande expectativa por esse retorno por causa do grande sucesso que foram os shows no ano passado com o Jonas Brothers. Como foi o primeiro show no Brasil? E você poderia anunciar alguma novidade da nova temporada de Sunny Entre as Estrelas que vai estrear em breve aqui no Brasil?

Demi: “O primeiro show que fiz no Brasil foi no Rio de Janeiro e foi incrível. Foi absolutamente fantástico. Um dos meus shows favoritos em todo o planeta. Eu realmente estava ansiosa para esta turnê porque eu fiz a abertura dos shows dos Jonas Brothers e foi um grande sucesso. Voltar ao Brasil seria realmente excitante. E tive uma recepção calorosa no Rio de Janeiro, com os fãs. E em São Paulo eu acho que o público do show vai ser parecido porque eu já vi fãs no aeroporto, na porta do hotel. E eu estou muito animada porque eu acho que vai ser um dos melhores shows que eu vou fazer na minha vida. E sobre Sunny Entre as Estrelas, vai ter mais romance, mais drama na próxima temporada. Então assista para descobrir!”


Eu queria que você falasse um pouquinho de Camp Rock 2 e Camp Rock 3. Que cena você mais se divertiu e como foi trabalhar com esse pessoal todo?

Demi: “Em Camp Rock 2 vai ter muito mais competição com o campus rival. Tem cenas realmente interessantes nessa competição e são as minhas cenas favoritas. Eu me diverti muito fazendo essa temporada e espero que vocês se divirtam muito assistindo a essas cenas que vocês poderão ver em breve.”

Você sempre aparece com looks legais e se destaca pelas suas roupas. Você gosta de moda? Segue a moda? E qual é o seu ícone fashion?

Demi: “Obrigado. Eu adoro moda. Eu acho a moda divertida porque é como as pessoas conseguem se expressar e eu gosto de estar por dentro da moda diariamente. E meu ícone da moda é Kin Kardashian, porque ela se veste muito bem.”


Eu soube que você é uma grande fã de black metal e quais as suas referências no gênero? O que você tem escutado de novo?

Demi: “Sim, eu sou fã desse tipo de música. Mas ultimamente eu não tenho ouvido muito porque não me sinto muito inspirada, musicalmente falando, para ouvir black metal. Mas uma banda que eu tenho ouvido é Job for a Cowboy.”

Você já gravou em espanhol. Gostaria de saber se você pretende gravar mais em espanhol e, de repente, em português?

Demi: “Definitivamente. Eu tenho planos de gravar mais músicas em espanhol. É algo que eu tenho em mente para fazer logo. Eu nunca tinha pensado em gravar em português, mas agora que estive no Brasil, eu acho que poderia ser fabuloso. E quem sabe se poderá acontecer?”


Você já chamou fã para cantar no palco com você. Gostaria de saber se isso será feito em São Paulo também?

Demi: “Definitivamente. Eu adoro. Parte do brilho do show é quando eu convido um fã para vir ao palco para cantar comigo. E eu vou fazer isso no show de São Paulo, como fiz no Rio também. Todas as noites são diferentes, estou em um país diferente. E estou ansiosa para saber como vai ser hoje à noite.”

Queria que você falasse um pouco sobre as campanhas sociais que você faz antibullying. E agora no canal Disney, com uma campanha do meio ambiente. Você acha que uma figura pública tem esse dever? E qual a influência que você acha que você tem com o público?

Demi: “Essa campanha no Disney Channel realmente foi uma oportunidade para mim. Eu, meu amigos, minha família, nós realmente começamos pensando em coisas pequenas a fazer, como não tomar água de garrafinhas plásticas, reciclamos em casa tudo o que é reciclável. Quando escovo os dentes, deixo a torneira fechada. Não gastar tanta água. Realmente são essas pequenas coisas que podemos fazer para mudar o mundo. E sobre o trabalho antibullying, eu estou bastante envolvida, eu dou conselhos para fãs, eu falo com eles, principalmente. Eu vou a escolas e faço palestras. A minha participação é bem direta.”


Você já fez alguma música inspirada em alguém? Você já escolheu alguma lembrança para você levar do Brasil? E qual é?

Demi: “Eu tenho feito composições há mais de seis meses. Mas não me lembro de ter feito uma específica para alguém. Eu já escolhi um monte de lembrancinhas, claro. Inclusive alguns anéis, pulseiras, bijouterias, coisas para levar para meus amigos e minha família.”

Eu quero saber como é estar no Brasil com sua própria turnê e não apenas abrindo shows como foi com Jonas Brothers? E como vai ser a turnê de Camp Rock 2 e se esta turnê virá ao Brasil?

Demi: “Camp Rock 2 deve vir ao Brasil, mas eu ainda não sei informar sobre datas. E sobre minha própria turnê, eu estou adorando. Agora eu estou em um momento diferente, tenho meu programa de televisão, meus próprios fãs, é uma situação diferente, mas que eu estou adorando.”

Como foi fazer uma personagem esquizofrênica na série Grey's Anatomy?

Demi: “Na verdade, ela não era esquizofrênica. Ela tinha uma suspeita de esquizofrenia. De qualquer maneira, eu adorei porque era uma personagem muito intensa. Eu espero, no futuro, ter a oportunidade de fazer este tipo de personagem.”

Você sempre publica no seu twitter que está trabalhando em uma música nova ou em uma letra nova. Você já tem planos de lançar um novo álbum e quais as tendências que você está usando?

Demi: “Eu tenho planos, mas não sei ainda quando vou lançar um novo disco. Mas, como todos sabem, eu gosto de ficar compondo e escrevendo. Eu já tenho músicas novas, mas ainda não sei qual vai ser o estilo desse próximo disco que quero lançar nos próximo 12 meses. Ms vou aproveitar a minha intensidade criativa.”


Como você planeja a transição do público teen para o publico adulto, como tem acontecido com a Miley Cyrus? Como você planeja esse futuro?

Demi: “Eu não sei. Eu vou crescer e eu acho que meu público vai crescer comigo. Vai ser um processo natural de amadurecimento. Atualmente, eu estou feliz em trabalhar para o público teen e para a Disney. Eu espero que os fãs se adaptem naturalmente nesse processo de crescimento.”

Gostaria de saber o que você acha de suas músicas remixadas por DJs? E qual o seu DJ favorito?

Demi: “Eu nunca fui muito de ouvir música eletrônica. Mas adoro ouvir minha música em versão eletrônica feita por algum DJ. Eu acho que seria um jeito de mais pessoas conhecerem as minhas músicas. Tem uma banda que se ofereceu para fazer remix de um música minha e estou realmente animada com mais essa opção.”


Ainda falando da sua carreira, gostaria de saber essa evolução do primeiro CD para o segundo CD e quanto o passar do tempo influencia você no seu trabalho?

Demi: “Eu realmente sinto que houve uma evolução do primeiro disco para o segundo. Eu me sinto mais confiante e acho que isso até dá para notar nos meus shows.”

O que mais te marcou na sua passagem pelo Brasil? Você tem intenção de colocar influência brasileira nas suas músicas?

Demi: “Sim. Quando eu estiver aqui por mais tempo, no Brasil, definitivamente sim. E o que mais me marcou? Foi a comida brasileira, as influências da música.”

Você gostaria de fazer um filme fora da Disney? Você tem vontade de fazer um filme como o que foi escrito para a Miley Cyrus, The Last Song, e como seria esse filme e o que você gostaria de ter nesse filme?

Demi: “Na verdade, eu gostaria de produzir o meu próprio filme um dia. Eventualmente, dirigir um filme ou escreve o roteiro. Mas atualmente eu tenho recebido muitas ofertas para fazer filmes, mas não está dando tempo porque eu estou ocupada com a música e com as séries da Disney.”

Texto

Atrevidinha Star

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem sugestões, criticas e etc. Tudo será muito bem aceito